Perdão Senhor, por tantas bobagens pensadas, feitas e ditas.

Morri da pior forma… Aquela que você ainda respira.

Over Games.

Sabe, Rose, Deus usa coisas pequenas para nos trazer um sorriso. Como por exemplo, o desabrochar de uma pequena flor, o pássaro que pousa há alguns centímetros de distância, o cachorro que lambe o rosto do dono, a criança que gargalha quando o pai faz uma careta engraçada, e até mesmo na música que o pipoqueiro canta para chamar seus clientes. É na simplicidade das coisas que estão os motivos para sorrirmos, mas estamos ocupados demais observando a tristeza.

Cartas para Deus 

Reblog with 1291 notes.
Felicidade não se perde, para ser encontrada. Felicidade se constrói.

Londres, 1999. 

Reblog with 9606 notes.

Pergunte em anônimo o que lhe falta coragem de falar publicamente.

Reblog with 1707 notes.
Sentimentos nem sempre são bonitos, a vezes eles destroem tudo o que temos de melhor.

ThamiresRodrigues.  

Reblog with 936 notes.
Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoísmo, e o que não mata com certeza fortalece. Às vezes mudar é preciso, nem tudo vai ser como você quer, a vida continua. Pra qualquer escolha se segue alguma conseqüência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Nem todo mundo é tão legal assim, e de perto ninguém é normal. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor e os amigos ainda se contam nos dedos. Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos. Não fique preocupado, você nunca sabe quem está se apaixonando pelo seu sorriso.

Charles Chaplin. 

Reblog with 790 notes.
Eu chorei. Porque dói e às vezes a dor é mais forte do que qualquer sorriso meu.

desvaneceram. 

Reblog with 753 notes.
Ela tem uma mania besta de se preocupar com os outros.

Gabito Nunes. 

Sorriram um para o outro e tudo estava certo outra vez.

Caio F Abreu. 

Eu não sou mais como antes. Eu mudei. O traço ficou mais rude, mais tosco e o cenário mais real, menos imaginário. Levei um choque de desesperança, mortifiquei os poros no ato da escrita, maltratei a chicotadas os sentimentos mais puros da minha estratosfera. A tinta está mais espessa, misturo nela a terra que se acumulou nos meus sapatos durante a caminhada. Rastros empilhados em pinceladas firmes e concentradas buscando a silhueta perfeita da mulher de seios errantes e face desintegrada. No fundo o horizonte do mar se desdobra indicando a rota para o infinito. Nas mãos, rosas despetaladas cobertas de sangue, um contraste catastrófico e fascinante. Os olhos vermelhos entupidos de álcool sobre a tela inquietos e desesperados choram o mundo desencantado e dilacerado. As pupilas estéreis dilatam as veias do coração. E não me resta nada, o que restou se explodiu, se foi, fui derrotada pela dor que se calou por um segundo. A respiração para e o pensamento esvaece. Mergulho na minha própria obra, dou um giro na tentativa de sumir. Depois de tempos fico sabendo que encontraram a minha alma presa naquela tela recostada na parede daquele quarto. Até hoje não sei se morri ou renasci. Eu só sei que eu não voltei mais ali.

Elisa Bartlett. 

Reblog with 6649 notes.
Cheguei na terapia faltando cinco minutos pra acabar e então resolvi ir direto ao assunto: como é tudo chato, caótico e um pouco sem propósito, uso a válvula propulsora do “fodeu, tô atrasada pra cacete” pra desligar meus milhões de poréns e, como mais um idiota, correr. E então ela disse; seu problema é não querer ser mais um idiota. Daí você se acha especial e caga na cabeça dos outros. E daí você, egoísta e filha da puta e sem noção, atrasa. Mentira, essa conversa nunca aconteceu.

Tati Bernardi.

Reblog with 2846 notes.

Carta endereçada igualmente ao presidente de Israel Shimon Peres e ao líder palestino Mahumud Abbas

 

Eu sei que nada é tão simples assim, que existem uma centenas de fatos e razões políticas e religiosas a se considerar. Eu sei que sou apenas uma jovem brasileira, que por mais que procure entender a fundo o que se passa nesta guerra, nunca enxergará com a mesma profundidade e propriedade que os senhores a complexidade deste conflito, mas eu lhes peço a palavra e deixo aqui meu apelo desesperado e indignado.

STOP THE BOMBS ON GAZA!

Afinal, quem são mesmo os senhores que se dizem representantes de uma nação e dos seus direitos? Como podem conceber e aceitar a ideia de tanta destruição? Como podem ser capazes de permitir um dos conflitos mais desumanos de todos os tempos? Pois eu lhes digo em alto e bom som, vocês são pobres miseráveis de espírito e de compaixão, são seres detentores de um poder medíocre. São limitados, mesquinhos, indignos de qualquer estado de poder. Afinal, como podem acreditar em suas próprias convicções, cheia de razões e motivos plausíveis, sendo que na disputa por seus ideais, os mesmos sejam calcados sobre atos de extrema covardia, sobre o sangue de crianças e famílias inteiras de cidadãos? O fato é que, a partir de um certo ponto, meus senhores, não existem mais justificativas. Esta guerra passa a ser um ato cruel de pura covardia. 

A que ponto chegamos e até que ponto um dia chegaremos? 

Não é possível que os senhores, seres tão importantes e poderosos, não sejam capazes de ficar cara a cara, de forma humana e coerente, e acharem uma saída para esta situação completamente insustentável. Não sacrifiquem mais seus maiores patrimônios, seus filhos e compatriotas. E quem disse que não há mais diálogo? Há sempre esperança, nos olhos dos orfãos, nos adolescentes mutilados, nas viúvas e nos irmãos. É terra que vocês querem, querem uma capital? Reúnam suas forças e reconstruam o seu país! Convertam o dinheiro gasto em misseis sofisticadíssimos, com tecnologia de ponta capazes de derrubarem grandes aviões e ergam novamente as cidades. E se for necessário retomem a divisão sugerida inicialmente pela ONU e construam um segunda Capital. Contem com a força de trabalho do seu povo, não os matem, não os aniquilem mais! Façam dessa guerra um exemplo de força convertida em paz! Olhem para as sua vítimas, eles são frutos da sua incomplacência. Revertam a situação! Estendam um ao outro as suas malditas mãos, basta uma unica vez, e hajam como homens!  Acreditem, há sempre a possibilidade de mudança. E por favor, tirem as crianças de lá!

Eu me sinto péssima, derrotada e impotente e chego a acreditar que o planeta está fadado a um final trágico. O ódio, a cobiça, a intolerância principalmente religiosa e sexual são, sem dúvida, os maiores vilões da humanidade. Nós, jovens, precisamos ter consciência que somos seres limitados pela nossa própria existência e estaremos sempre suscetíveis à influências de diversos tipos e incidências. Somos reféns da nossa história, somos reféns de um sistema de vida que é uma bomba relógio com vários gatilhos. Temos que aos poucos compreender que neste planeta somos seres feitos da mesma matéria e que precisamos nos olhar com mais compaixão e profundidade. Temos que criar atalhos para um dia podemos ser uma única civilização, mais digna, mais tolerante e principalmente mais humana.


Elisa Bartlett

Para quem quer entender um pouco mais sobre este conflito e mais

Reblog with 428 notes.
Eu não sou ninguém
Sou apenas o resto de alguém.

Wilkeer Souza. 

Reblog with 9280 notes.